Estresse: Como controlar e usar a seu favor (passo a passo)

como-curar-o-estresse-2-praticando-yoga

Estresse: Como controlar e usar a seu favor (passo a passo)

.

O estresse inicia antes de nascermos e continua por toda vida. Ainda na barriga de nossas mães já podemos sentir seus efeitos e não há nada que evite de nos depararmos com situações estressantes durante nosso percurso nesse planeta.

 

É um mecanismo natural do corpo humano. Com sua bomba química de adrenalina, gera ânimo e vigor para agir de forma imediata, mas pode esgotar todas as forças se mal gerenciadas.

 

Antes de estudar sobre o estresse e as técnicas de equilibrá-lo, eu não sabia reconhecer quando estava estressado. O problema é que o estresse nos prepara para agir, mas se não descarregamos essa energia de forma útil ela nos consome.

 

Existem inúmeros sinais úteis que o corpo nos dá para reconhecermos o estresse. Posso te ensinar a reconhecer sua linguagem fisiológica e reconduzir o estresse de uma forma útil, antes que traga sérias consequências.

 

Neste artigo vamos esclarecer informações sobre o que realmente é o estresse, eliminando mitos comuns sobre o tema e dar algumas instruções de como lidar com ele.

 

As informações valiosas contidas nesse texto são inspiradas em conhecimentos tradicionais do antigo oriente como Yoga e Taoísmo e nas mais modernas descobertas da ciência do cérebro! Uma síntese preciosa de conhecimentos coletados durante anos de pesquisa e prática.

como-curar-o-estresse-4-praticando-yoga

 

.

O estresse e a idade

Ao contrário do que geralmente se pensa o estresse não possui restrição de sexo, idade ou classe social. Afeta crianças e adultos. Não se limita ao ambiente de trabalho nem é “algo que devamos nos acostumar, pois faz parte do homem moderno”.

 

Outro ponto importante é que ignorar os efeitos negativos do estresse pode trazer sérias consequências, desde um resfriado até problemas cardíacos, câncer, doenças de pele, gastrointestinais, perda de emprego ou fim de um relacionamento.

 

Agora, o que você realmente não devia saber é que o estresse pode ser o bom ou mau. Você pode me perguntar: “como pode haver um bom estresse?”. Para isso precisamos definir bem esse conceito.

 

Estresse é uma reação que temos diante de uma situação que exige um esforço maior do que o usual para nos adaptarmos ao que está acontecendo, seja no mundo lá fora, seja em nossa mente. Como se uma energia adicional fosse ligada a nosso corpo para lidar com essa situação incomum.

 

Quantas vezes você foi colocado para fazer um trabalho com prazo de entrega definido e uma força interna o motivou a terminá-lo por maior e mais difícil que poderia parecer?

.

O bom estresse

Antes de ir a um evento muito importante, um campeonato, uma séria reunião de trabalho, apresentar uma peça, você deve ter sentido a tensão muscular, alteração na respiração e, no entanto, essa energia o fez agir e conseguir o que queria. Esse é o bom estresse.

 

Um estresse bem gerenciado é algo precioso e, ao invés de trazer doenças, traz realização pessoal. Olhando por esse ponto o estresse é um presente da natureza para resolvermos nossos problemas, e é de fato o que a ciência diz.

 

Se você estivesse nos tempos das cavernas e se deparasse com um Tigre Dente de Sabre o que ocorreria? Uma força orgânica iria contrair seus ombros para proteger a artéria jugular, no pescoço, o coração bateria mais rápido para aumentar fluxo de sangue levando adrenalina pelo corpo e você sair correndo!

 

Definindo e gerenciando o estresse
como-curar-o-estresse-11-praticando-yoga

Suponhamos que você soube nos corredores de seu trabalho que está prestes a ser demitido. O que ocorre? Provavelmente um turbilhão de emoções o invada seguido por pensamentos apressados correndo em todas as direções.

 

Nesse momento seu cérebro interpretou uma ameaça e o corpo responde com uma bomba química para lhe preparar para fugir do “tigre de bengala”. Temos dois pontos importantes: A interpretação da mente e a descarga fisiológica.

 

Geralmente o corpo é mais fácil de domar do que a mente então iniciaremos por ele. O que acontece com seu corpo em um momento como esse? A primeira coisa está na contração de certas zonas musculares, mudança de postura e alteração na respiração.

 

Quando seu colega de trabalho (aquele que gosta do correio da má notícia) lhe parou no corredor para dar uma notícia, a sua respiração ficou suspensa e curta, seus ombros se contraíram e as pernas bambas o forçaram a sentar curvar o corpo e pôr a mão na cabeça. Eis a cena da derrota.

 

Como não sabemos que o corpo se comunica com o cérebro em uma linguagem inconsciente que se faz pelas posturas corporais que assumimos, não percebemos que essa postura de derrota retroalimenta emoções negativas.

 

O que fazer para mudar essa situação de estresse?
como-curar-o-estressse-6-praticando-yoga

 

A primeira coisa é aprender a respirar e a segunda é identificar as tensões físicas e alongar o corpo. Depois assumir uma postura corporal positiva. Essa três ações mudam o padrão fisiológico e, por consequência, alteram a resposta cerebral que passa a usar a energia gerada pelo estresse de forma mais útil.

 

1 – Aprendendo a respirar

O que aconteceria se, ao receber essa notícia, você fizesse uma técnica de respiração completa oxigenando todo o corpo, saísse do corredor buscando um local arejado, relaxasse a mandíbula, alongasse discretamente as zonas de tensão, assumisse uma postura de coluna alinhada e ombros aberto e se perguntasse: “- O que de útil posso fazer diante dessa situação?”

 

Você pode estar dizendo que é fácil falar, mas na hora a coisa é diferente. Perceba que há uma escada em que vamos subindo os degraus. Respirar é muito fácil e instintivo. Tudo começa na respiração. 

 

Você já viu alguém respirar de forma longa, suave e lenta diante do perigo? Não. Sabe por quê? Por que não é esse o padrão fisiológico do perigo. Não seria útil respirar assim diante de um Tigre de Bengala, mas os problemas que enfrentamos na atualidade são bem diferentes dos que haviam nos tempos das cavernas.
como-curar-o-estresse-5-praticando-yoga

 

Nossa genética está programada para interpretar o estresse como uma situação drástica de luta pela vida. Uma situação de luta ou fuga, mas não podemos matar nosso patrão ou simplesmente fugir do problema correndo.

 

Isso gera uma contradição interna que torna nosso estresse uma bomba que explode internamente. É como se o tigre estivesse ali em algum lugar, mas não existisse nada que pudéssemos fazer e então, geralmente, nos entregamos derrotados…

 

2 – Identificando as tensões físicas

Então a primeira coisa que iremos fazer é dizer para nosso corpo que isso não uma situação extrema de vida ou morte. Mudamos o padrão respiratório. Depois dizemos a ele que não é necessário contrair os músculos, pois não iremos matar ou fugir correndo e alongamos as zonas de tensão.

 

A última informação fisiológica é a de que não estamos derrotados por não haver o que fazer e assumimos uma posição positiva. Só aí, depois de mudarmos todas as programações instaladas no corpo, é que atuamos sobre a mente e perguntamos: “O que posso fazer de útil diante dessa situação?”

 

Um problema muito comum é que tentamos lutar contra o estresse em desvantagem, com o corpo contra nós. Ao recolocarmos o corpo em suas funções normais fica muito mais fácil uma mudança de atitude a nível mental.

 

Não digo que tudo no mundo se resolve por que mudamos a forma de respirar, mas ao mudarmos a forma de respirar fica mais fácil enfrentar os problemas do mundo.

 

Em momentos como o de demissão é comum culpar tudo a sua volta. Isso acontece com quem não sabe gerenciar seu estresse e acaba derrotado pela situação, tendo de encontrar um culpado por isso.

 

Depois de mudarmos o padrão fisiológico nos colocamos no controle da situação. A pergunta: “O que, de útil, posso fazer diante dessa situação?” força nossa mente a buscar respostas positivas.

 

Há uma pré-seleção nos pensamentos. Serão aqueles que dependem de mim e que me levarão a uma situação melhor. Ser responsável pela situação é libertador. Se você está no comando então as coisas podem mudar agora.

 

como-curar-o-estresse-8-praticando-yoga

 

Esse é o terceiro passo: Agir.

Quando a solução for apontada pelo cérebro. Devemos agir imediatamente, isso irá aproveitar a energia gerada pelo estresse de forma positiva.

 

Você deve estar perguntando: “Meu cérebro dará as respostas?” Sim. Dará. Seu cérebro irá atuar em um corpo de uma pessoa confiante (você já alterou a fisiologia). Ele guarda todas as informações coletadas ao longo de sua vida, mesmo que você não esteja consciente disso.

 

Se você tiver emoções como o medo, seu cérebro trará respostas de medo, o mesmo acontece com a angústia e outros sentimentos negativos. Mas se você tiver sentimentos de confiança, seu cérebro trará respostas no mesmo sentido.

 

Por isso que as pessoas que se deixam derrotar pelo desconhecimento das técnicas psicofísicas de autocontrole acabam achando que não há solução. O cérebro, diante de um corpo derrotado e desesperado, só trará respostas de desespero e derrota.

 

Assim meu amigo, você está diante de uma ferramenta poderosa e útil para ter poder sobre sua vida.

 

Use seu cérebro a seu favor

Quantas vezes você não agiu movido por sentimentos de medo e derrota? O pior é que quando isso acontece atraímos para nos mais situações desse tipo. Não estou falando do que as pessoas chamam de “lei da atração”.  Ainda me refiro ao funcionamento cerebral.

 

Nosso cérebro funciona através de padrões

Quando um viciado em drogas consome seu narcótico o cérebro acomoda-se àquele padrão de prazer desejando repeti-lo sempre. O que poucas pessoas sabem é que não é só em drogas que o cérebro fica viciado.

 

Quando você fica triste ou com raiva um pacote químico é lançado no cérebro com várias substâncias que representam quimicamente aquela emoção, pois é amigo, seu cérebro acaba ficando viciado a essas substâncias assim como um viciado em drogas.

 

Esse é um vício muito sutil. Todos no planeta possuem padrões químicos em que o cérebro é viciado. Bem, já que seu cérebro acostuma-se a padrões, por que acostumar-se ao bem estar?

 

Você deve estar se perguntando: por que tantas pessoas estão ansiosas ao invés de estarem viciadas no bem estar?

.

A busca do prazer e a fuga da dor

Imagine uma cena: duas pessoas estão terminando suas compras no supermercado e quando estão chegando ao caixa se deparam com uma porção de pacotes de chocolate, bombons, batatas fritas etc. As duas estão sem fome, pois já comeram na lanchonete do supermercado.

 

Uma está tranquila e com bem estar, a outra está ansiosa e estressada, qual das duas compra doces? É bem provável que aquela que está tranquila nem os veja, mas a estressada busca nos doces uma forma rápida de se distanciar de sua ansiedade.

 

É assim amigo que milhões de pessoas compram coisas que não necessitam. E por isso a TV, radio, jornais e demais veículos de comunicação lhe transportam a um estado de ansiedade.

 

Nosso cérebro busca prazer e foge da dor. Se ele entender que é seguro você ficar triste por que assim as pessoas te dão atenção, pode ter certeza que todas as imagens que te deixam triste atuarão em sua mente. Assim para qualquer sentimento que o atordoa.

 

Se algum sentimento o perturba frequentemente tenha certeza que há uma programação cerebral para que ele continue e você precisa aprender a desprogramá-lo. Existem técnicas no oriente e ocidente para isso desde a meditação a reprogramação mental.

 

Aprendendo essas técnicas você terá muito mais ferramentas para lidar com os desafios do dia a dia e alcançar os desejos que almeja. A grande vantagem de estudar técnicas de crescimento pessoal é que você desenvolve-se integralmente.

 

Corpo São, Mente Sã

como-curar-o-estresse-10-praticando-yoga

 

Todos sabem que atividades físicas regulares eliminam toxinas e liberam endorfinas (agentes químicos que nos fazem sentir prazer). Mover o corpo é algo imprescindível para o gerenciamento do estresse.

 

O que muitos não sabem é que existem atividades que harmonizam corpo e mente de uma só vez! Dando saúde e tranquilidade mental em uma tacada só!

 

Sempre gostei de artes marciais e cheguei a fazer Judô, Taekwondô e Jiujitsu. Mas foi no Yoga e nas práticas Taoístas do Tchi kung que percebi as melhores técnicas corporais para a saúde integral.

 

Movimentos lentos e suaves que unem foco o mental e a respiração consciente são como vacinas antistresse!

 

Como sou acupunturista e estudo a medicina chinesa sei que a energia que captamos do ar, se usada da forma correta, pode servir como um poderoso tônico para atingirmos vida longa e saudável.

 

Na China, se sabe que a respiração adequada e consciente pode, não só lhe manter vivo, mas aumentar significativamente sua vitalidade e disposição. Por isso eles estudam técnicas específicas para aumentar a vitalidade.

 

É muito comum vermos em filmes os chineses em praças arborizadas praticando movimentos suaves do Tchi Kung ou Tai Chi Chuan. Eles são equivalentes ao Yoga indiano e possuem os mesmo benefícios.

 

O que o Yoga fez comigo foi surpreendente! Eu era sedentário e extremamente boêmio! Eu tinha uma banda de rock e tocava na noite… você já pode imaginar a rotina de trabalho… noitadas e mais noitadas regadas com todas as coisas que prejudicam o corpo e entorpecem a mente.

 

Um dia estava em casa e pequei um livro na estante de meu pai. Sempre gostei de ler e identifiquei com o tema “Autoperfeição com Hatha Yoga”. Livro do professor Hermógenes. Li e pratiquei.

 

Aos poucos minha vitalidade foi mudando e as noitadas diminuindo. Até que passei a buscar o prazer na saúde e não mais na doença. Foi o início de uma vida de estudos sobre o que poderia fazer o bem e trazer a paz.  

 

Se você quer gerenciar seu estresse com sucesso deve pegar o que há de melhor em cada cultura. Nada no ocidente se compara a essas práticas orientais no quesito saúde mente/corpo.

 

Meditação, você vai adorar!

stress-1329579_1280

 

Muitas pessoas reclamam de possuírem uma mente bagunçada. Um enorme fluxo de pensamentos. Nossa educação ocidental moderna nos coloca diante dessa situação.

 

Desde muito cedo somos bombardeados de informações de uma maneira como nenhum ser humano foi em toda história da humanidade. TV, rádio, internet e todos os aparelhos que dispomos hoje nos colocam em um mundo repleto de assuntos para pensar.

 

Na escola, somos educados desde cedo a memorizar diversos assuntos. Assim aprendemos muito sobre as coisas a nossa volta, mas nunca fomos instruídos a aprendermos sobre nos mesmos.

 

O autoconhecimento não é especialidade de nossa cultura ocidental moderna, onde sabemos muito sobre as coisas, mas acabamos nos tornando ignorantes de nossos processos internos. Vivemos fora de nos mesmos.

 

Quantas vezes você já se viu derrotado por um pensamento que se repetia em sua mente dominando suas emoções? Quantas vezes teve dificuldade de reconhecer seus próprios sentimentos? Quantas vezes sentiu falta de algo que desse sentido a sua vida?

 

É nesse campo de estudo que as práticas milenares de meditação podem nos ajudar. Elas exercem uma grande influência em áreas de nossa mente que não fomos educados a utilizar, como a intuição, por exemplo.

 

Estabilidade emocional e consciência do mundo

Outro grande benefício é a estabilidade emocional e a consciência do mundo que possuímos internamente. Quando me refiro a estabilidade emocional não digo que se você meditar ficará isento de sentir raiva ou medo, mas saberá lidar melhor com esses sentimentos.

 

Quando aprendi as técnicas do Yoga me fixei nas posturas corporais e na beleza que isso trazia ao meu corpo. A vitalidade que sentia com um corpo leve, ágil e forte me encantavam. Mas quando introduzi a meditação foi quando realmente minha vida ganhou uma nova dimensão.

 

O belo de tudo isso é que não é necessário acreditar em nada, basta praticar e conferir por conta própria os resultados. Existem muitas formas de meditar e todas elas tornam sua vida, de alguma maneira, mais ampla e cheia de encanto.  

 

Os benefícios da meditação alcançam todas as áreas de sua vida, desde o equilíbrio do sistema nervoso e imunológico ao desenvolvimento do seu espírito. Um dos melhores antídotos para o estresse que já foi inventado e o melhor, é de graça!      

 

Qual é a sua prioridade?

como-curar-o-estresse-12-praticando-yoga

Um dos grandes problemas que enfrentamos hoje é o fato de vivermos em um mundo em que estamos habituados a soluções rápidas e fáceis. O mundo do “Fast food”. E para educar a coisa mais importante da sua vida (você mesmo) são necessários tempo e dedicação.

 

Muitas vezes priorizamos coisas inúteis que tomam nosso tempo em vez de nos dedicarmos ao estudo de assuntos que realmente podem engrandecer nossas vidas. E quando caímos doentes ou em depressão é que, perdidos, que buscamos ajuda.

 

A constante busca da saúde e sanidade

Como muitos, sempre desejei alcançar o sucesso e me dar bem na vida. Ter conforto e saúde. Quando me dei conta de duas coisas. A primeira é que para alcançar esse objetivo eu deveria ter saúde. Nunca chegaria a lugar nenhum doente ou ansioso e depressivo.

 

A outra coisa é que, mesmo que eu chegasse onde desejei, só poderia desfrutar disso com sanidade. Pois até no lugar mais lindo do mundo um depressivo vai carregar sua depressão dentro de si.

 

Quando priorizei minha saúde e minha sanidade percebi que elas mesmas eram o lugar mais lindo do mundo não importa onde eu estivesse (claro que tê-las em um lugar bonito e confortável é melhor ainda!).

 

Então meu amigo eu o convido a conhecer tudo aquilo que possa lhe ajudar a ser mais feliz e pleno! Priorize-se!  

 

E se você quer começar agora e precisa de um material que lhe oriente em um passo a passo, o convido a clicar nesse botão abaixo e conhecer o e-book de Yoga que eu desenvolvi com técnicas corporais, meditação e muito mais !

 

 

 

como-curar-o-estresse-11-praticando-yoga
Estresse: Como controlar e usar a seu favor (passo a passo)
buddhist-481763_1280
Os benefícios mentais do yoga
yoga e ansiedade
Ansiedade: como eliminar através do Yoga
Mentalização
Mentalização: Como Fazer de Modo Eficaz?
yoga-emagrece-praticando-yoga-1
Yoga Emagrece? Veja o que não lhe contaram!
yoga-e-seus-beneficios
Porque as pessoas amam praticar yoga?
circulac%cc%a7a%cc%83o-yoga
5 Benefícios do Yoga que talvez você não conhecia
posicao-corpo
Yoga para idosos: como senhora de 87 anos muda de vida após praticar yoga